Restaurante ORO – RJ

Cardápio de restaurante do Chef de cozinha molecular Felipe Bronze no Rio de Janeiro

clique para ampliar

Olá, vamos falar de experiências gastronômicas, e um restaurante que não poderia faltar nesse conceito é o Oro. O Oro do chef Felipe Bronze, aquele que tem um programa do Fantástico, fica no Rio, e é conhecido pela cozinha molecular. Eu fui no dia em que ele completava 3 anos e tinha vários chefs famosos no restaurante prestigiando o colega.

A comida do Oro é diferente de tudo que eu já experimentei… Ele usa ingredientes brasileiros e monta obras de arte com cada um deles.

De entrada vieram uns enroladinhos com massa de milho, tempora de ovo de codorna com beterraba, alho e cebola e um profiteroles de queijo. Os ingredientes parecem simples mas o sabor e a textura eram muito diferentes do que estamos acostumados.

clique para ampliar

Na entrada, veio um “milharal” – uns enroladinhos com massa de milho, tempora de ovo de codorna com beterraba, alho e cebola e um profiteroles de queijo. Os ingredientes parecem simples mas o sabor e a textura eram muito diferentes do que estamos acostumados.

Você pode pedir diferentes números de pratos, que serão surpresa. Eles perguntam nossas restrições antes. O valor varia de 5 pratos por pessoa que custa 180 reais a 9 pratos por 295 reais. Eu pedi 7 pratos e foi 230 reais.

Os pratos foram costela com farofa de milho e tutano na brasa, cavaquinha com creme de pistache e pupunha crocante, nhoque de cupuaçu com o peixe beijupirá frito e o tartare  de mignon com gema de parmesão, fumaça de churrasco e batatinhas fritas.

clique para ampliar

Além da entrada veio: costela com farofa de milho e tutano na brasa, cavaquinha com creme de pistache e pupunha crocante, nhoque de cupuaçu com o peixe beijupirá frito e o tartare  de mignon com gema de parmesão, fumaça de churrasco e batatinhas fritas.

De sobremesa vem vários tipos de doces, incluindo brigadeiro, creme brulle, pudim de leite, mousse de abóbara e pipoca doce. Mas clímax da noite foi uma espuma de cocada que o garçom coloca num recipiente com nitrogênio líquido a 196 graus e transforma aquela espuma em um sorvete.

clique para ampliar

De sobremesa vem vários tipos de doces, incluindo brigadeiro, creme brulle, pudim de leite, mousse de abóbara e pipoca doce. Mas clímax da noite foi uma espuma de cocada que o garçom coloca num recipiente com nitrogênio líquido a 196 graus e transforma aquela espuma em um sorvete.

Assim, o Oro deixa claro que não é um lugar para um jantarzinho habitual, é um show que mexe com todos os sentidos, com sabores, texturas, aromas e apresentações que valem a pena conhecer. É bem caro, não é a comida que agrada todos os paladares, mas aconselho para quem curte gastronomia ir uma vez na vida.

CUSTO:$$$$

ATENDIMENTO: muito bom

AMBIENTE: refinado

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s