Polvo ao molho campanha

Olá, hoje vamos fazer uma entradinha ótima! Polvo a vinagrete ou ao molho campanha, que nada mais é que um molho de azeite aromatizado com manjericão e tomates. Vamos fazer para 06 pessoas.

Clique para ampliar

Clique para ampliar

Ingredientes:

– 1 polvo médio (usei congelado);

– 1 cebola;

– 4 folhas de louro;

– folhas manjericão;

– 200 ml de azeite;

– 1 tomate sem casca e sem semente picado;

Modo de fazer: Coloque o polvo ainda congelado (se for fresco melhor) em água fervente com uma cebola e as folhas de louro por 40 minutos.

polvo3

Clique para ampliar

Deixe esfriar e corte em pedaços.

Em uma panela coloque o azeite com as folhas de manjericão picadas e os pedacinhos de tomate sem deixar ferver (em fogo baixo) por 10 minutos, misturando os ingredientes. Acerte o sal e a pimenta do reino moída na hora. Misture o polvo e sirva com pães quentinhos para acompanhar! Fica delicioso!

Clique para ampliar

Clique para ampliar

Clique para ampliar

Clique para ampliar

 

TEMPO: 1 hora e meia
DIFICULDADE: média
CUSTO: $$
Anúncios

Polvo crocante

clique para ampliar

clique para ampliar

Olá, polvo é muito bom né! Dá trabalho, mas vale a pena! Eu perdi o medo do polvo e agora faço com frequencia. Não tem muito erro pra deixar a textura ideal se seguir certinho a receita. Vamos fazer pra 4 pessoas. Nessa vez o acompanhamento vai ser um risoto feito com o caldo do polvo (onde ele cozinhou) e parmesão.

Para o polvo:

Ingredientes:

– 1 polvo grande (cerca de 2 kg) congelado ou não;

– 1 cebola cortada em 4;

– 2 folhas de louro;

– Manteiga e azeita pra grelhar;

– Sal grosso e pimenta a gosto.

Modo de fazer: Em uma panela grande, coloque água  para ferver com a cebola e as folhas de louro e assim que tiver fervura adicione o polvo (congelado ou não) e o deixe cozinhar por 40 minutos. Retire o polvo da água e tempere com sal grosso e pimenta do reino. Coloque manteiga (1 colher de sopa) e um fio de azeite em uma frigideira e coloque o polvo inteiro, vire até ficar crocante dos dois lados (cerca de 5 minutos de cada lado). O sal grosso vai quase que derreter e dar um toque especial. Depois é só cortar e servir. Hmmmm delícia!

obs: Podemos limpar o polvo com sal grosso se ele não tive congelado (antes de cozinhar) com sal grosso, deixando ele bem branquinho, apensa com os tentáculos!

clique para ampliar

clique para ampliar

Já que temos um caldo muito saboroso que usamos pra fazer o polvo não vamos jogar fora né?! Vamos coar e fazer um risotinho.

Ingredientes:

– 250 gramas de arroz arbóreo.

– 1/2 xic de cobola picadinha;

– 2 colheres (sopa) de manteiga;

– 1 colher (chá) de azeite de oliva;

– Caldo do polvo coado;

– 150 gramas de parmesão ralado;

– 1 taça de vinho branco;

– cebolinha para decorar;

– Sal e pimenta do reino a gosto.

clique para ampliar

clique para ampliar

Modo de fazer: Refogue com 1 colher de manteiga e um fio de azeite a cebola, deixe por 5 minutos. Acrescente o arroz e misture. Quando o arroz estiver seco coloque o vinho (deglacer) até reduzir. Agora continue mexendo e vá acrescentendo o caldo aos poucos (em conchas). Deixe o caldo quente em outro recipiente enquanto estiver nesse processo. Isso vai durar uns 20 minutos, dependendo do seu gosto para risoto, eu gosto al dente. Depois  desligue o fogo e coloque sal, pimenta, cebolinha e em seguida o queijo e a última colher de manteiga. Experimente, acerte o sal e bom apetite.

clique para ampliar

clique para ampliar

TEMPO: 2 horas

DIFICULDADE: moderada

CUSTO: $$$

Creme de shitake e shimeji

Molho delicioso e fácil que eu aprendi em uma receita do livro "Que marravilha"! No livro esse creme acompanha um frango crocante, como eu não gosto muito de frango, eu já testei com filet, polvo e também só com uma massinha e combinou muito bem.

clique para ampliar

Olá hoje vou falar de um molho delicioso e fácil que eu aprendi em uma receita do livro “Que marravilha”! No livro esse creme acompanha um frango crocante, como eu não gosto muito de frango, eu já testei com filet, polvo e também só com uma massinha e combinou muito bem.

Outra coisa, a receita é com shitake, eu já testei com shimeji e fica ótimo também… Só escolher o cogumelo da sua preferência.

Ingredientes:

– 2 colheres (sopa) de manteiga;

– 2 colheres (sopa) de azeite;

– 1/2 xic de cebola picadinha;

– 2 dentes de alho picadinho;

– 500 gramas de shitake ou shimeji;

– 1 taça de vinho branco;

– 200 ml de creme de leite fresco (nata);

– Sal e pimenta do reino a gosto.

Modo de fazer: Fatie o shitake ou o shimeji. Refogue em uma frigideira alta a cebola e o alho com a manteiga e o azeite por 5 minutos. Acrescente o shitake/shimeji e deixe em fogo baixo até que eles murchem. Coloque o vinho branco e deixe reduzir. Acrescente o creme de leite e deixe até ferver. Tempere com sal e pimenta do reino.

Eu já fiz várias vezes e faz o maior sucesso. Aí estou mostrando as opções! Com filet e com polvo, ambos acompanhados por uma massinha só na manteiga.

clique para ampliar

Eu já fiz várias vezes e faz o maior sucesso. Aí estou mostrando as opções! Com filet e com polvo, ambos acompanhados por uma massinha só na manteiga.

clique para ampliar

Tá com uma cara boa esse polvo né? Vai ser meu próximo post 🙂

As próximas informações são só do creme, hein!

TEMPO: 20 min.

DIFICULDADE: média

CUSTO: $

Polvo e camarões ao vinho servidos com aipim crocante

clique para ampliar

Olá, como eu já falei aqui, várias das minhas receitas são inspiradas nos livros e nos programas do Claude Troisgros. Essa receita vem do “Jantares do Que Marravilha”. Polvo e camarões ao vinho servidos com aipim crocante. Polvo é sempre um pouco trabalhoso de fazer, pois leva um tempo para cozinhar e ficar com a textura ideal, mas vale a pena! Esse prato é um pouco complexo e precisa de tempo. Vamos fazer para 4 pessoas.

Ingredientes para o polvo:

– 2 polvos de 1,5kg com cabeça;

– 2 colheres de sal grosso;

– 2 colheres de azeite;

– 2 cebolas roxas grandes picada;

– 4 dentes de alho picado;

– 200g de chouriço espanhol em cubos (eu usei calabresa);

– 4 tomates;

– 1 bouquet garni;

– 4 cravos;

– ½ pimenta dedo-de-moça;

– 80ml de vinho do Porto

– 600ml de vinho tinto português;

Beurre manié: 1 colher (café) de manteiga + 2 colheres (café) de farinha de trigo;

– Sal (a gosto) e pimenta do reino (a gosto);

– Salsa e coentro picado.

Modo de preparo do polvo:

O Claude ensina na receita que antes de colocar o polvo para ferver tem que dar um “banho” de sal grosso e massagear por 2 minutos e na sequencia colocar em agua corrente para tirar o sal. Depois de dessalgar, corte os tentáculos em cubos, retire a pele dos tomates, pique a polpa em cubos e também e reserve. Refogue o alho e a cebola no azeite, retire a pele do chouriço, adicione na panela e refogue um pouco mais. Inclua também o polvo e refogue mais. Adicione o tomate, a pimenta, o bouquet garni e os cravos. Chegou a hora dos líquidos: acrescente o suco do tomate, o vinho do Porto e o vinho tinto. Deixe a tampa meio aberta e deixe ferver de 40 a 50 minutos. Coloque uma colher de café da beurre manié e deixe ferver bem até engrossar. Finalize o molho de polvo e camarão com salsa e coentro.

Polvo ao vinho tinto e do porto, tomate sem pele, linguiça

clique para ampliar

 Ingredientes para os camarões:

– 10 camarões grandes;

– Sal e pimenta do reino (a gosto);

– Azeite de oliva.

Modo de preparo dos camarões:

A receita original diz para cortar os camarões em cubos, mas como o nosso não era tão grande preferi deixar eles inteiros. Tempere os camarões limpos e coloque numa frigideira bem quente com fio de azeite.

Ingredientes do aipim:

– 1,2kg de aipim,

– Sal e pimenta do reino (a gosto);

– Óleo para fritar.

Modo de preparo do aipim:

Descasque o aipim e deixe cozinhar na água com sal até ficar macio. Ou seja, por cerca 30 a 40 minutos. Acrescente um pouco de água fria no aipim e volte a ferver por 3 minutos. Deixe esfriar um pouco e rale. A minha sugestão é fazer os bolinhos com duas colheres, conforme a foto mostra. Isso porque na hora de fritar, se ele ficar muito espesso não vai cozinhar por dentro. Tempere com sal e pimenta. Frite e seque num papel-toalha. A dica do Claude é fritar com óleo não muito quente.

modo de preparo do aipim frito

clique para ampliar

Monte o prato e delicie-se!!!

TEMPO: 2 horas e meia.
DIFICULDADE: moderada.
CUSTO:$$$

Restaurante Míconos – Kounelas

Frutos do mar em Miconos

Clique para ampliar

Vou falar do lugar que eu fui e realmente foi o melhor em relação a culinária – Grécia. A comida mediterrânea é muito parecida com a nossa aqui em Floripa, mudando só alguns temperos.

Os citrinos, as azeitonas e as uvas, por exemplo, são frutas típicas desta região, assim como várias ervas aromáticas como a salsa, a hortelã e muitas outras. O queijo feta, um queijo coalhado feito com leite de cabra e de ovelha, é típico da Grécia, e o melhor que existe, é mais leve que os queijos de cabras franceses. Achamos esse queijo em todos os lugares, natural ou grelhado com azeite… perfeito.

As carnes, feitas geralmente grelhadas, incluem uma variedade de peixes e frutos do mar . O polvo aparece em todos os lugares, dá até pra enjoar. O cordeiro é outra opção que aparece com frequencia nos cardápios.

Esse restaurante foi indicado pelo concierge do hotel, muito simples mas típico. Combina muito com a Grécia… No meio das ruelas no centrinho de Míconos, escolhemos peixes e frutos do mar frescos direto no freezer/geladeira. Eles colocam em uma churrasqueira e servem com arroz branco e batatas com limão e azeite de oliva.

Peixes camarão, polvo e lagosta

Clique para ampliar

Eu pedi um SNAPPER, que é o Pargo, uma carne bem branquinha, fresca e o sabor muito suave. Tomei um vinho branco Grego bem gelado que combinou muito bem.

Pargo com batatas em miconos

Clique para ampiar

CUSTO: $$

AMBIENTE: simples

ATENDIMENTO: bom